Compre uma vírgula

Por Suzi Aguiar

Assisti ao filme Vendedor de Sonhos, embasado no livro de Augusto Cury. E a expressão compre uma vírgula me deixou impressionada. Não sou daquelas pessoas que mergulham em livros de autoajuda. Na verdade, li pouquíssimos até hoje. Tenho um pouco de antipatia por este tipo de literatura. Acho um pouco pretencioso dar receitas de sucesso, de como se portar, de que maneira ser… Mas fiquei mexida com este filme! Embora não tenha lido o livro, fiquei tentada a comprá-lo, pois sempre são mais completos do que a história contada em filme.

Quantas mil vezes já encerramos com um ponto uma conversa, um acontecimento, um caso, uma história? Incontáveis vezes, certo?

Quantas vezes tivemos uma discussão com um irmão, com um amigo querido e ficamos chateados com a situação? Embora tenhamos discutido sem fim, não chegamos a um consenso. Colocamos ponto final na história e estragamos uma relação que era bonita, respeitosa.

Quantas vezes um amor complicado acaba se dissipando por má vontade ou indisposição de uma das partes, ou das duas, para resolver as diferenças?

Quantos pais e filhos, mães e filhas passam a vida inteira infelizes por palavras ditas em horários errados, ou por coisas não ditas, situações não resolvidas?

Uma vírgula era o que o Vendedor de Sonhos oferecia.

Uma vírgula antes de decidir pelo suicídio. Uma vírgula antes de definir pelo trabalho em detrimento da família. Uma vírgula antes de passar a impressão de ser simples ou antipático. Uma vírgula antes de definir sobre um happy hour com colegas ou assistir ao filho, ao sobrinho se apresentar na festinha da escola.

Quantas famílias não se desestruturam porque um ponto final foi usado muito depressa e sem relativização? Quando tomamos decisões, mesmo que cotidianas, precisamos analisar, ponderar os prós e os contras antes de nos decidirmos sobre como finalizar a história.

Escolher bem o momento de comprar uma vírgula pode fazer toda a diferença. Algumas vezes elas quase nada valem, em outras, pode ser o maior investimento de nossas vidas. Sim, pode ter um valor enorme!

Fiquei pensando quantas delas eu deveria ter comprado ao longo da minha caminhada. Quantas coisas poderiam ter sido diferentes se eu não tivesse dado a história por terminada.

Preciso, sim, de muitas vírgulas. Um estoque delas.

E você?

Publicado em 18 de maio de 2020.

CLIQUE AQUI e confira outros artigos de Suzi Aguiar