Sinotruk apresenta plano de investimentos da montadora em Lages

Qui, 26 de Julho de 2012 17:48
Lages - O governador Raimundo Colombo participará, às 10h30min desta sexta-feira, 27, em Lages, da apresentação do plano de
 investimentos da Sinotruk, uma das maiores fabricantes de caminhões do mundo. A unidade que a empresa chinesa vai construir na Serra catarinense terá investimento de R$ 300 milhões e vai gerar cerca de 1,1 mil empregos. A previsão é que as obras estejam concluídas até 2014, quando deverá ser entregue o primeiro caminhão da nova industria. “A fábrica de caminhões vai gerar um novo dinamismo, porque vai ter uma grande capilaridade e empresas satélites ao redor. É uma enorme conquista para a região serrana”, disse o governador Raimundo Colombo.
 
Foram pelo menos seis meses de negociação até a empresa optar por instalar a fábrica em Lages. Para atrair os investidores, a prefeitura concedeu a isenção do Imposto Sobre Serviços (ISS) e cedeu o terreno de 200 hectares, onde também vai funcionar o Parque de Inovação da Serra catarinense, na localidade de Índios, ao lado da BR-282. Já o Estado ofereceu incentivos como a postergação da cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - ICMS. “É um investimento que trará o aumento do movimento econômico substancial, além da geração de empregos diretos e indiretos. Por ela ser uma montadora, fatalmente fornecedores de peças e serviços se agregarão a esse complexo industrial”, comenta o secretário-executivo de Assuntos Estratégicos, Paulo Cesar da Costa.
 
A fábrica terá capacidade inicial para a produção de 5 mil unidades, com previsão de chegar a 8 mil em 3 anos. Neste primeiro momento, os veículos serão produzidos com material importado da China, mas a proposta é chegar ao fim do terceiro ano de operações com até 65% das peças nacionalizadas. De um caminhão Sinotruk, apenas vidros e pneus não são de fabricação própria da empresa. Esse ano, de acordo com informações da direção, as exportações da montadora já ultrapassaram US$ 1 bilhão, o que confirma a boa aceitação internacional, incluindo os mercados da Europa.
 
A expectativa é que a chegada da Sinotruk traga, além da oportunidade de empregos, um novo vetor para o desenvolvimento da economia da Serra catarinense. Em 1950, Lages chegou a ser considerada a primeira economia do Estado. Naquela época, o crescimento financeiro se deu em torno da exploração da madeira. A atividade fez com que muitas pessoas migrassem para a região em busca de trabalho. Mas a cultura exploratória, sem planejamento adequado, trouxe prejuízos. Com o esgotamento da matéria-prima, acabou também a principal fonte de emprego e renda na cidade. Daí em diante, os índices só decaíram e a região empobreceu. Só depois de muito tempo, chegaram as indústrias de alimentos, bebidas, metalúrgicas e turísticas.
 
A proposta da empresa é dar preferência para mão de obra local, por isso também será investido na qualificação profissional. A Sinotruck vai construir um laboratório no parque industrial e criar cursos específicos, por meio do Instituto Federal de Santa Catarina, que tem um campus em Lages.
Sobre a Sinotruk
 
A Sinotruk, conhecida com CNHTC (China National Heavy Duty Truck Group Corporation), foi constituída na China em 1935. No início da década de 1980, adquiriu tecnologia de motores Steyr, formando também outras parcerias com grandes empresas do setor automotivo como Eaton, ZF, Jost e Wabco. De 2003 a 2008, manteve joint venture (associação de empresas para explorar o negócio sem perder personalidade jurídica) com a Volvo. Em 2009, a montadora alemã MAN assinou um acordo de parceria com a Sinotruk, comprando 25% de participação da montadora chinesa.


Fonte: Secretaria de Estado de Comunicação 


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

2011 Rodrigo Produções Internet Design - Tecnologia Progressiva para a Internet