Asfalto vai melhorar a vida na região da Coxilha Rica na Serra Catarinense

Publicado por Anselmo Nascimento
PDF
Imprimir
Qui, 23 de Novembro de 2017 09:04
Lages - O som da Rádio Clube de Lages, as paredes de madeira e o plástico de embalagem de arroz que serve como janela, dão as características do lugar 
calmo e singelo onde vive Sérgio Ardori dos Santos, de 77 anos. Por 50 anos, o saculejo de carros e caminhões em frente a sua casa foi algo comum. Situação típica de onde se pode ouvir o som dos pássaros, respirar o ar puro do interior e cuidar, com paciência, de uma pequena horta.

Seu Sérgio está animado. As comunidades da Coxilha Rica vivem um ritmo diferente e, em breve, deve aumentar o número de veículos que passam ali. Ele mora na Vigia, uma das primeiras localidades, e está ansioso pela chegada do asfalto. Hoje, bem pertinho da casa do aposentado, no salão da Igreja de Vigia, o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, assinará a Ordem de Serviço das obras de pavimentação de 27,7 quilômetros da SC-390. A obra será entre a BR-116 até o trevo da localidade de São Jorge. O valor total é de R$ 51 milhões, divididos entre dois convênios, um de R$ 46,6 milhões para a pavimentação e mais R$ 5,7 milhões para a construção de três pontes sobre os rios Arroio Penteado, com 43 metros, Rio Sanga Tatados, com 27 metros e sobre o Rio Pelotinhas, com 65 metros.

Obras

O canteiro de obras já está instalado, e as máquinas estão no local. O Governo do Estado pretende entregar, pelo menos, 10 quilômetros até o início de abril de 2018. As pessoas que trabalham na obra são de diversas partes do país, há quem seja de Lages, mas há quem veio de Minas Gerais para atuar na pavimentação, que é encarada como alavanca do potencial turístico da região, além de garantir o escoamento da produção, que pode transformar a localidade em celeiro de grãos da Serra Catarinense.

O canteiro de obras já está instalado, e as máquinas estão no local.

Hotel Fazenda Cerro Azul 
Além das obras de pavimentação, uma nova construção está sendo iniciada. A do Hotel Fazenda Cerro Azul. Com cinco mil metros, a edificação contará com 42 apartamentos e dez cabanas. A previsão de inauguração é para daqui a dois anos. Estarão disponíveis aos hóspedes os serviços de auditório, restaurante, adega, lareira, cafeteira, bar, sala de jogos, academia, spa, sauna, piscina coberta aquecida e heliponto. O empreendedor pretende oferecer uma experiência gastronômica e cultural completa, além das atividades cotidianas de uma fazenda, como: colheita de frutas, ordenha de vacas, contato com animais, passeios a cavalos e trilhas.
 
Info: Correio Lageano 
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

2011 Rodrigo Produções Internet Design - Tecnologia Progressiva para a Internet