Parceria entre Sebrae e Ministério do Turismo fomenta a Serra Catarinense

Publicado por Anselmo Nascimento
PDF
Imprimir
Ter, 10 de Julho de 2018 16:05
Serra Catarinense - Tentar integrar a Serra Catarinense a Serra Gaúcha, e ajudar a nossa região serrana a se desenvolver no nível em que os gaúchos já atingiram em cidades como Gramado por exemplo,
 será o foco de uma parceria que vem sendo estruturada entre o Sebrae-SC e o Ministério do Turismo. Recursos já estão garantidos pelo Prodetur + Turismo crédito que poderá ser contratado com instituições como BID e o BNDES.

O funcionamento poderá ser acessado tanto por orgãos públicos, e por empresários interessados em investir na Serra Catarinense. Quem conseguir o recurso terá três anos de carência e vinte anos para pagar o empréstimo. O catarinense Vinicius Lummertz ministro do turismo destaca.

"É uma linha que poderá atender todos os municípios da região, poderá fazer uma composição de recursos para estas transformações necessárias, porque essa linha de crédito de três anos de carência e vinte anos para pagar não é só para o poder público, como o município e o estado aplicar na Serra Catarinense, será também para os empreendimentos privados, porque não adianta fazer só obra pública e não haver a disponibilidade dos recursos privados, então nós  estamos trazendo os dois."

O ministro Vinicius Lummertz alerta para a importância de postura de não se preocupar apenas com obras públicas que por sí só não chamarão turístas. Ele defende que se trabalhe integrado com a iniciativa privada captando investidores.

"Quem mais tem, mais lucrou investimento fora, imagine o seguinte, se você trouxer de Gramado-RS aquele investidor que tem lá o esqui na neve artificial seria bom para a região? A pergunta é, alguém da região já foi conversar com ele, com uma proposta concreta para que ele vá para lá. A região tem que se preocupar em capitar também empreendimentos privados, agora é fazer planejamento mostrando as potencialidades, e para isso nós vamos fazer também no Sebrae. E a prioridade em Santa Catarina na nossa relação com o Sebrae já foi estabelecida, já está inscrita e a Srerra Catarinense é o projeto número 1."

O coordenador estadual de turismo do Sebrae Alan Claumann lembra que a entidade trabalha com olhos voltados as vocações de cada região sem perder de vista a sazonalidade e as alternativas que podem ser adotadas durante a baixa temporada.

"A mais de quinze anos desenvolvemos projetos ligados as vocações de cada território no ambito do turismo, exatamente entendendo que um grande problema de Santa Catarina é a sazonalidade turística. No verão reunimos grande parte dos turístas que venham no ano, e nas estações frias nós temos uma queda acentuada nesse fluxo turístico, logo desenvolver estratégias de reposicionamento dos territórios enquanto destinos turísticos é importante para gerar negócios para todo o ano para todas as empresas, movimentando assim a economia, e não deixando equipamentos e  empreendimentos turísticos ociosos em cerca de 6 ou 7 meses no ano."

Os termos do convênio entre o Ministério do Turismo e o Sebrae para alavancar o turismo de inverno em Santa Catarina estão sendo finalizados.
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

2011 Rodrigo Produções Internet Design - Tecnologia Progressiva para a Internet