Programa Novos Caminhos deve buscar parceiras de mais empresas na Serra Catarinense

Publicado por Anselmo Nascimento
PDF
Imprimir
Qui, 08 de Novembro de 2018 09:08
Serra Catarinense - Durante encontro de avaliação do Novos Caminhos, nesta terça-feira (6), em Lages, membros que integram programa fizeram um alinhamento das ações desenvolvidas na Serra para fortalecimento
das atividades . Em três anos, a iniciativa já encaminhou adolescentes em situação de acolhimento ao mercado de trabalho e, atualmente, oferece oportunidade de formação a mais de 20 jovens para que tenham essa mesma condição. A meta é buscar mais empresas que queiram ser parceiras na região. 
 
Coordenadora do Departamento da Família, Infância e Juventude da Associação dos Magistrados Catarinenses, juíza Ana Paula Amaro da Silveira destaca que além atingir os objetivos propostos pelo programa é preciso encontrar alternativas para ampliar as oportunidades de emprego para os jovens que encerram a participação e completam a maioridade.
 
 “Nosso esforço deve ir além. Está na Constituição que todo cidadão tem direito ao trabalho. Temos que oferecer condições de profissionalização e perspectiva de emprego. Aos 18 anos, nosso adolescente precisa viver de forma independente”, pontua.
Um dos desafios propostos pelo grupo formado por profissionais que atuam em de Correia Pinto, Otacílio Costa, Campo Belo, Bom Retiro, Bocaina do Sul e Lages, é busca por parceiros nessas cidades ou próximo a elas. A ideia é se aproximar e sensibilizar o empresariado para a causa social do adolescente em serviço de acolhimento.
 
“Precisamos que mais empresas abram vagas para aprendizagem e estejam dispostas a contratar jovens com 18 anos, além das situadas em Lages. Facilitaria muito para aqueles que participam do Novos Caminhos e estão nessas regiões”, destaca a assistente social da Comarca de Lages, Roselene Aparecida Lima.
 
A interlocutora regional do programa, Marilza Branco, diz que é fundamental conhecer as ofertas de emprego para auxiliar os participantes a escolherem cursos que estejam de acordo com suas aptidões. “Com o envolvimento da rede nesses munícipios, saberemos que tipo de vagas existe, seja na indústria, comércio ou prestação de serviços, para orientar nossos jovens a partir daquilo ele gostaria de fazer”.
 
Sobre o o Novos Caminhos 
 
Iniciado em 2013, o principal foco do Programa é proporcionar aos adolescentes em Serviços de Acolhimento a participação em atividades socioeducativas que favoreçam mudanças no seu comportamento e potencializem a aquisição de competências para inclusão no mundo do trabalho.
 
Ao ingressarem no Novos Caminhos, os adolescentes são acompanhados individualmente e encaminhados a programas de escolarização, qualificação, profissionalização e atividades complementares. Os cursos de Formação são ofertados pelo Sistema FIESC e Fecomércio SC, por meio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), do Serviço Social da Indústria (SESI), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) respeitando as necessidades, os interesses e o perfil individual de cada adolescente.
A iniciativa é resultado de parceria entre o Tribunal de Justiça de Santa Catarina, por meio da Ceij, e a Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SC), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio-SC), a Associação Catarinense de Medicina (ACM) e a Fundação Esag (Fesag).

Texto e fotos: Taina Borges
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

2011 Rodrigo Produções Internet Design - Tecnologia Progressiva para a Internet