Documentário mostra como saneamento transforma vida de pessoas na Serra Catarinense

Publicado por Anselmo Nascimento
PDF
Imprimir
Qua, 06 de Março de 2019 21:16
Serra Catarinense - A aposentada Maria da Graça, moradora de São Joaquim, na Serra Catarinense, enfrentou durante anos os problemas associados à falta de saneamento básico. 
O esgoto corria a céu aberto na vizinhança onde sobravam mosquitos, mau cheiro e água contaminada. Diarreia e vômitos eram comuns. Depois de construir uma fossa para atender sua residência, a mudança foi imediata. “Sou feliz por ter realizado um sonho”, diz ela em um dos depoimentos do documentário produzido em parceria pelo Banco da Família e a Water.org para demonstrar, com exemplos e histórias emocionantes, como água encanada e infraestrutura de esgoto sanitário podem transformar vidas. 

A falta de água encanada e infraestrutura de esgotamento sanitário é problema grave no Brasil. Dados de 2016 do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) mostram que o País ainda tinha 35 milhões de brasileiros sem acesso à água e mais de 100 milhões de pessoas sem coleta dos esgotos. Estudo do Instituto Trata Brasil mostra ainda que em 2013 houve 391 mil internações por conta de doenças gastrointestinais infecciosas, na maior parte dos casos provocadas por problemas de saneamento. Essas hospitalizações custaram R$ 125,5 milhões ao SUS (Sistema Único de Saúde). 

O combate ao problema exige investimentos e trabalho. No documentário é possível ver os resultados do primeiro ano de operação do BF Saneamento, linha de crédito específica para obras e melhorias em infraestrutura de saneamento básico. No período, mais de 5 mil pessoas em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul e no Paraná foram beneficiadas e conseguiram mudar de vida. Outros números do projeto impressionam: nos 12 meses, por meio de 1.318 contratos, houve a liberação de R$ 4 milhões em financiamentos, dinheiro empregado para aquisição de caixas d´água, instalações hidráulicas para tratamento de esgoto, fossas sépticas, conexões da residência com a rede de esgoto, sistema de captação e drenagem de água da chuva e construção e ou reformas de banheiros.

“O documentário é uma apresentação dos resultados do projeto neste primeiro ano de trabalho pelo viés mais importante para nós: a transformação na vida das pessoas", afirma Isabel Baggio, presidente do Banco da Família. "Apesar do grande impacto alcançado até agora, temos grandes desafios pela frente, já que nossa meta é liberar R$ 24,5 milhões, beneficiando 33 mil pessoas até 2021", completa.   

FICHA TÉCNICA

Documentário curta-metragem BF Saneamento - Banco da Família

Realização: AP Produtora
Direção, roteiro e edição: André Pires
Imagens: Thales Mendes
Produção: Banco da Família
Duração: 9min46s
Assista em:Clique Aqui 

Sobre o Banco da Família

O Banco da Família é um negócio social especializado em microfinanças, fundado em Lages (SC) e com uma rede com 21 unidades em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Em 20 anos de atuação, comemorados em outubro de 2018, já concedeu mais de R$ 727 milhões em crédito, para cerca de 275 mil pessoas. Considerada a maior operação de microfinanças do Sul do Brasil, possui 18,5 mil clientes ativos e 147 funcionários. Também em outubro foi classificado como A- na avaliação de risco financeiro e quatro estrelas na classificação de impacto social, pela MicroRate, empresa especializada em avaliação de desempenho e risco.
 
Infos.: Carla Pessotto
 
 
 
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

2011 Rodrigo Produções Internet Design - Tecnologia Progressiva para a Internet