Últimos preparativos para a XXI Festa Nacional da Maçã

Publicado por Anselmo Nascimento
PDF
Imprimir
Qui, 02 de Maio de 2019 10:17
São Joaquim Festa da Maçã 2019 - A XXI Festa Nacional da Maçã vai começar na próxima quinta-feira (02), com uma programação variada e com foco em exposições e feiras. 
Os preparativos finais do evento estão sendo finalizados, como a estrutura do parque, decoração nos stands, área de exposição externa e detalhes para receber os visitantes.

A Festa vai contar com a 1ª Mostra Joaquinense de Vinhos Finos de Altitude e do 1º Rodeio da Capital Nacional da Maçã. Paralelamente, acontecem o 3º Concurso Regional de Qualidade do Queijo Artesanal Serrano, o 20º Concurso Nacional da Qualidade da Maçã, e a 30ª Feira da Novilha, Novilho e Reprodutor. Feira de artesanato, expo feiras de gado, ovelhas e cavalos, além da missa crioula e a tradicional Sexta da Tradição complementam o evento.

A XXI Festa Nacional acontece no período de 02 a 05 de maio. Para abrir o evento, o sertanejo de Luan Santana estará́ no dia 02 de Maio. No dia 03 de Maio será o dia do campeirismo, com bailes e o super show de Joca Martins, dia intitulado como a Sexta feira da tradição.

No dia 04 de Maio será daquele jeito, com Lucas Lucco animando o público. Nesta mesma noite uma super show com o Tributo ao Charlie Brown Jr também será destaque. No último dia de festa a super dupla de Maiara e Maraisa vai fechar com chave de ouro.

Maior produtora de Maçã

São Joaquim é a Capital Nacional da Maçã, fato que o Presidente Jair Bolsonaro afirmou no início do ano. Hoje conta com aproximadamente 1.870 produtores de maçã, cultivando 8.425 ha de pomares, com uma produtividade média de 40 t/ha, entre pomares de todas as idades.

 Com o andamento da colheita da maçã no município, alguns números da previsão de safra 2018/2019 precisaram ser revistos. Devido a vários fatores, entre eles o clima no decorrer do período, tudo indica que os volumes previstos não serão alcançados.


A colheita da variedade Gala que já se encerrou, apresentou uma quebra de 30% frente à safra passada, quebra um pouco maior que a esperada. A colheita da variedade Fuji, que já se encaminha para o seu final, também corre o risco de não alcançar o volume esperado. A estimativa, que anteriormente era de um volume total de 400.000 toneladas de maçã, entre todas as variedades, na safra 2018/2019, passou para 350.000 toneladas nas novas estimativas da EPAGRI e da AMAP.


 A AMAP informa que, em reuniões, a ABPM também está revendo a estimativa para o volume nacional de maçãs colhidas na safra 2018/2019, que passou a ser de 1.050.000 toneladas, 100.000 toneladas a menos que o previsto anteriormente.
 
 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

2011 Rodrigo Produções Internet Design - Tecnologia Progressiva para a Internet