Mirante será nova atração no topo do Morro da Igreja

Urubici – Têm sido bastante concorrido para se visitar um dos pontos mais belos e conhecidos da Serra Catarinense. O Morro da Igreja em Urubici, passa por uma série de obras para melhorar a infraestrutura e atender melhor os turistas, trazendo maior segurança e agilidade para quem tem o desejo de conhecer as paisagens do alto do morro e a famosa Pedra Furada. Para o próximo inverno, a expectativa é que a obra de revitalização e construção de um mirante esteja finalizada.

O capitão Rodrigo Assunção Barbosa da Silva, comandante do destacamento da obra do Morro da Igreja, que é realizada pelo 1º Batalhão Ferroviário com recursos da Força Aérea Brasileira (FAB), explica que até o começo de 2020, a obra deve ser inaugurada. Além da revitalização do asfalto, também estão sendo realizadas contenções, terraplanagem, drenagem, pavimentação de placas de concreto e a construção de um mirante e área de escritório para o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade, que realiza a fiscalização e liberação para a visitação no Morro da Igreja.

Aproximadamente 65% da obra está concluída e a inauguração é prevista para janeiro. O valor atualizado do custo da revitalização é de R$ 33,2 milhões. Até o momento, já foram gastos R$ 19 milhões. No projeto inicial, o valor estimado para o custo da obra inteira era de R$ 29,4 milhões, mas R$ 3,8 milhões foram aditivados.

Quem custeia a obra é a Força Aérea Brasileira, que possui um satélite no topo do morro. A obra, além da motivação turística, também será útil para a realização do trabalho da FAB. A primeira parte do recurso para obra foi repassada ao 1º Batalhão em fevereiro de 2018, data que foi iniciada a revitalização. Atualmente, 60 militares de Lages trabalham no local.

São 200 vagas por semana

Durante o período em que os militares trabalham no local, o acesso ao Morro da Igreja é fechado para a visitação turística. Apenas aos domingos os visitantes podem chegar até o topo do morro. Mas antes disso, é necessária uma autorização prévia dada pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), que monitora o Parque Nacional de São Joaquim. A emissão do documento é via internet.

Entretanto, o chefe interino do ICMBio, Gustavo Nabrzecki, explica que a procura pela visitação é grande. Por domingo são liberadas 200 vagas de veículos para a subida ao Morro. Porém, as vagas se esgotam rapidamente. No começo da semana, costumam já estar esgotadas.

De acordo com Gustavo, antes do início da obra, a estrada estava em estado de deterioração e isto era prejudicial, já que o Morro da Igreja é o ponto mais visitado nos limites do Parque Nacional. Esses dois anos, em que esteve em obras, foram atípicos, mas em épocas normais, cerca de 100 mil pessoas chegam a passar pelo ponto turístico.

Com a urbanização e construção do escritório, o instituto terá uma melhora acomodação para receber os turistas. Com a inauguração da obra, espera-se que o fluxo de visitantes volte ao normal. Mesmo com a interdição, a procura ainda é grande, principalmente nos períodos de férias. Mas por enquanto, é preciso atenção para que seja realizado o agendamento prévio para a visitação.

O Morro da Igreja

O Morro da Igreja, ponto mais alto do Planalto Meridional, com 1.822 metros de altitude, abriga radares da Força Aérea Brasileira que controlam o espaço aéreo no sul do Brasil. A estrada de acesso ao radar, não passava por manutenção a vários anos. Após convênio firmado entre o Exército e a Força Aérea, essa revitalização foi possível, sendo iniciada em fevereiro de 2018.

Obra complexa, que envolve contenção de encostas, pavimentação com placas de concreto e asfalto (CAUQ). A sua execução coube ao 1º Batalhão Ferroviário de Lages, com término previsto para dezembro de 2019.

O morro da Igreja é considerado um dos locais mais frios do Brasil, recebendo grande número de turistas especialmente durante o inverno, quando as temperaturas frequentemente ficam abaixo de zero e ocorre, ocasionalmente, a queda de neve. É o lugar no Brasil com maior propensão a este tipo de precipitação.

A Pedra Furada

Uma escultura natural em forma de janela, com aproximadamente 30 metros de circunferência, pode ser visualizada do alto do Morro da Igreja. Se for um dia sem muitas nuvens, é possível avistar o mar, a mais de 100 km de distância. A pedra também é referência como divisa entre três municípios ? Urubici, Bom Jardim da Serra e Orleans.

Infos: Camila Paes – Jornal Correio Lageano