“Não faz pobema”

Por Suzi Aguiar

Valentina já nasceu uma estrelinha. Todas as pessoas que tiveram oportunidade de conhecê-la ou de conviver com ela tem esta opinião. É doce, meiga e muito educada. Conversando um pouquinho com esta doçura já se tem a certeza de que sim, nasceu para as câmeras!

“Mãe, eu quero ser atriz, mas não quero esperar crescer para isso”. Esta frase mostra o quanto é madura e cheia de certezas, mesmo tão pequena.

Uma estrela precisa ter brilho. Algumas brilham muito, outras nem tanto. Valentina tem luz própria. Todas as entrevistas que assistimos e sua interpretação, que nos prende todas as noites em frente a TV, nos deixam extasiados.

A cidade toda se derrete cada vez que ela aparece. A gente sente um orgulho forte. É como se esta pequena fosse um pouquinho nossa filha. Seus encantos nos fazem acreditar num futuro melhor, num mundo melhor.

Valentina é uma criança muito especial. Como seu irmãozinho Ben, está sendo criada com princípios sólidos. Aprendeu a dar valor às pessoas e as pequenas coisas. Ver seus pais com um livro na mão é coisa corriqueira, sendo assim, ama livros. Todos sentam juntos à mesa para as refeições e nela, contam as coisas que aconteceram no dia. Tem os pais atentos às tarefas escolares e, pasmem, teve seu primeiro celular somente quando iniciou a carreira de atriz, porque “não deu mais para segurar, né?”, disse a mãe, certo dia.

Alguém desatento pode dizer que ela nasceu em berço de ouro. Eu diria, sim! Ter pais tão atentos como os de Valentina não é algo tão fácil de se achar por aí. Não é o dinheiro que importa, são os princípios.

Além de muito talento para as artes, esta menina tem algo especial, um tesouro que jamais lhe será tirado. Ela ama livros. Lê muito e por isso, é culta. Conversar com ela é uma delícia! Tem uma doce inocência e uma meiguice tão densa. A gente fica apaixonado sempre.

Que a bonequinha tem muito talento, não há a menor dúvida! Mas são a sua educação e essência que a fazem brilhar ainda mais.

Se ela ficou bobinha depois do sucesso? Claro que não! É tão doce quanto o algodão, tão leve quanto a brisa de verão, tão alegre quanto um dia no parque, tão linda e intensa quanto o pôr do sol nos finais de tarde joaquinense.

Guardem o que Fagundes disse no programa Encontro com Fatima: “Anotem este nome: Valentina Vieira”.

Não faz pobema**, Valentina! Mesmo longe da gente você está presente nos nossos melhores desejos

Avante! Você merece cada partícula desta conquista e de tudo mais que sabemos, viverá.

**”Não faz pobema”,  era uma frase da Valentina quando tinha 2 aninhos.

Publicado em 24 de janeiro de 2020