Novo traçado do Parque Nacional de São Joaquim em discussão

Serra Catarinense – A deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania) representando o Fórum Parlamentar Catarinense, participou na quarta-feira (8 janeiro) da primeira reunião do Grupo de Trabalho formado para tratar sobre as alterações nos limites do Parque Nacional de São Joaquim. A reunião que aconteceu na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) contou com a presença de representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto do Meio Ambiente (IMA), prefeitos dos municípios atingidos e representantes da comunidade.

“A reunião é fruto da portaria 689 de 13 de novembro de 2019, este grupo precisa concluir os estudos para revisão da lei vigente do Parque Nacional de São Joaquim por ter incorporado o Parque Estadual da Serra Furada, o Ecomuseu do município de Lauro Muller e pequenos proprietários do entorno. Ficou definido que uma parte do grupo irá tratar do Parque Estadual e do Ecomuseu e a outra, dos pequenos proprietários que foram atingidos sem o devido conhecimento. Acreditamos que a partir dessa portaria, possamos avançar inclusive nos textos que estão em tramitação na Câmara Federal”, destaca a parlamentar.

O coordenador do ICMBio em Santa Catarina, Marledo Egídio Costa, destaca que a intenção do Instituto é chegar em um consenso é que irá pedir a prorrogação do prazo da portaria que terminaria no próximo dia 14, para mais 60 dias, afim de finalizar as discussões entre os envolvidos.

O presidente da Associação dos Moradores do Morro da Igreja, Erionei Mathias defende a aprovação do PL 10082/18 que retira algumas áreas do parque. “Os produtores já fazem a preservação dessas áreas, nós fomos incluídos erroneamente e esses equívocos precisam ser corrigidos”, afirma.

Ainda participaram da reunião o prefeito de Urubici, Antônio Zilli, o prefeito de Orleans, Jorge Luiz Koch e o prefeito de Grão Pará Márcio Borba Blasius.