Santur discute maior aproveitamento turístico das unidades de conservação

Santa Catarina – A concessão de serviços de apoio à visitação nos Parques Nacionais Aparados da Serra e Serra Geral e o uso turístico das unidades de conservação em Santa Catarina foram pauta da reunião, realizada nesta nesta sexta-feira, 07, entre a Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) e representantes do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

reunião ICMBio IMA

“As discussões sobre a concessão dos parques estão acontecendo e a Santur tem total interesse em, não apenas acompanhar os debates, mas participar ativamente desse processo, tendo em vista que essa ação do Governo Federal terá impacto direto no turismo catarinense”, salienta Flavia Didomenico, presidente da Santur.

Participaram do encontro o chefe da Coordenação Regional do ICMBio, Marledo Costa, o diretor de Administração do IMA, Oscar João Vasques Filho, o diretor de Biodiversidades e Florestas do IMA, Rogério Rodrigues, o diretor de Planejamento Turístico da Santur, Mané Ferrari e o gerente de Infraestrutura da Santur, Renê Menezes.

Os parques Aparados da Serra e Serra Geral abrangem uma área aproximada de 30,4 mil hectares na a divisa dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. No ano passado, um decreto do Governo Federal incluiu os dois parques no Programa de Parceria de Investimentos (PPI), que organiza todas as concessões e privatizações no país.

O projeto de concessão, pelo período de 30 anos, é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente e visa a proteção e a melhoria da infraestrutura dos parques, além de impulsionar o desenvolvimento socioeconômico das comunidades do entorno por meio do turismo. Com a concessão, espera-se ampliar o número de visitantes, passando dos atuais 250 mil para 450 mil pessoas por ano.