Verão na Serra Catarinense: como curtir o calor na região mais fria do Estado

Serra Catarinense – Lages, Urubici, Urupema, São Joaquim e Bom Jardim da Serra são alguns dos municípios da Serra Catarinense conhecidos pelo Brasil afora como “rota da neve” pelas baixas temperaturas e pelo forte turismo rural de inverno. A novidade é que, a cada ano, essas cidades vêm se preparando para oferecer atrações a moradores e visitantes também durante os meses mais quentes.

A paisagem serrana muda completamente entre as estações, e a natureza da região mostra diferentes cores e relevos (muitas vezes encobertos pela neblina durante o inverno), sons de pássaros que se reproduzem no calor, e uma temperatura mais amena do que no restante do Estado, o que atrai turistas que desejam fugir do calor e do forte movimento do litoral.

Rota dos Cânions e as paisagens de tirar o fôlego

A Rota dos Cânions, que faze parte do Parque Nacional dos Aparados da Serra, é uma importante unidade de conservação de espécies da fauna e da flora de SC.

Cânion do Funil em Bom Jardim da Serra

Hotéis e agências de turismo da região oferecem passeios para os cânions de Laranjeiras, do Funil e da Ronda para quem deseja ir a pé ou de bicicleta, de quadriciclo, com veículos 4×4 e a cavalo. As subidas são de dois a sete quilômetros e do alto dos cânions, é possível observar toda a exuberância da paisagem local, o Morro da Igreja e até o litoral de Santa Catarina.

Para quem busca aventura, passeios cheios de adrenalina

Visão mágica no Morro do Oderdenge em Urubici

Pelos inúmeros rios, cascatas, montanhas e trilhas, o turismo de aventura é uma marca registrada de Santa Catarina, e a Serra Catarinense, a começar pela Serra do Rio do Rastro, é um prato cheio para quem busca fortes emoções. Somente em Rio Rufino, são mais de 50 quedas d’água entre 30 e 100 metros de altura, onde se pratica canoagem, rafting e rapel. No Rio Canoas, em Urubici, devido à temperatura da água, a canoagem é feita somente no verão.

Mirante Serra do Rio do Rastro

Para quem gosta de voar, os ventos da Serra são propícios para voos livres, paraquedismo e voos com planador. Em Urubici, já teve até festival de voo livre, e o Morro do Oderdenge é um local buscado pelos adeptos do esporte.

Em São Joaquim, é possível descer por uma tirolesa de 900 metros, passando sobre uma floresta de xaxins gigantes, praticar arvorismo entre araucárias e aprender técnicas de montanhismo em uma parede artificial de escalada com doze metros de altura no Snow Valley, um parque de experiências na região.

Tirolesa no Snow Valley

A Caverna do Rio dos Bugres, em Urubici, que servia de abrigo para os índios que habitavam a região, também é um convite para os mais exploradores.

Ecologia e observação de pássaros

O Brasil é o segundo país do mundo em número de espécies de aves, com quase dois mil tipos. O birdwatching, ou observação de aves, atrai visitantes do mundo inteiro para a Serra, entre fotógrafos, ornitólogos, biólogos e amantes da natureza.

Amanhecer nos Cânions

E o verão é a melhor época para observar algumas espécies da Mata Atlântica e das florestas de araucária, como caboclinho-de-barriga-preta e o de barriga-vermelha, o tacapulo-ferreirinho e o sabiá-ferreirinho, natural da Amazônia, que vêm à Serra Catarinense para se reproduzir nos meses mais quentes.

Frutas: os sabores frescos da Serra

A gastronomia da Serra Catarinense é famosa pela qualidade das carnes e das massas, tão apreciadas durante o frio. No verão, a Serra oferece outros sabores, com a colheita de uvas dos vinhedos espalhadas por diversas cidades, das maçãs de São Joaquim e do Kiwi de Campo Belo do Sul.

Os visitantes podem participar da colheita e levar frutas, compotas e outras delícias para casa.

Um brinde à Serra Catarinense

Colheita da uva na Villa Francioni

As vinícolas de Santa Catarina se abriram para o enoturismo e hoje recebem milhares de visitantes durante todo o ano. No verão, muitas delas abrem suas portas para a vindima – período de colheita da uva – e oferecem diversas atrações, como passeio de trator nos parreirais, gincanas para crianças, pisa das uvas, degustações às cegas e refeições harmonizadas com vinho e brinde no pôr-do-sol.

Vinícola Leone Di Venezia

Além de todas esses passeios, quem visita a Serra Catarinense durante o verão tem a oportunidade de ver pontos turísticos tradicionais, como o Snow Valley, a Serra do Rio do Rastro, a Villa Francioni, o Cânion das Laranjeiras, a Serra do Corvo Branco, a Cascata do Avencal, o Morro do Campestre, a Pedra Furada e o Morro da Igreja de uma forma única.