14º Senafrut on-line começa dia 12

São Joaquim – O 14º Seminário Nacional de Fruticultura de Clima Temperado (Senafrut) acontece nos dias 12, 17, 19, 24 e 26 de novembro, de forma on-line em virtude da pandemia da Covid-19. O público é formado por fruticultores, profissionais da área agrícola, fornecedores de insumos e de máquinas, pesquisadores, professores e estudantes.  Todos poderão acompanhar palestras proferidas por especialistas renomados, com grande experiência no Brasil e exterior. O evento é gratuito, mas os interessados só terão acesso aos links da programação  mediante inscrição, que deve ser realizada diretamente  no site oficial do evento.

O Senafrut é realizado a cada dois anos em São Joaquim, município do Planalto Serrano Catarinense que se destaca nacionalmente pela produção de maçã. Na edição de 2020 estão previstas 19 palestras e esperados mais de dois mil participantes. Fitotecnia, fitossanidade, fitorreguladores, pós-colheita e oportunidade de negócio estão entre os temas a serem abordados. Além das palestras, a programação também é composta por apresentação de trabalhos científicos. Ainda haverá espaço para perguntas, debates e homenagens. A programação acontece sempre das 18h30min às 22h30min.

O evento é promovido pela Epagri, Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Associação dos Produtores de Maçã e Pera de SC (Amap), Associação dos Engenheiros-Agrônomos da Serra Catarinense (Assea), Embrapa e prefeitura de São Joaquim.

Fruticultura de clima temperado em SC

Santa Catarina se destaca como o maior produtor nacional de maçã, com uma produção de cerca de 600 mil toneladas anuais. Segundo a Epagri/Cepa, as principais lavouras permanentes de frutas no estado representam mais de 55 mil hectares. Os destaques são para a maçã (52%), pera (33%), banana (11%), pêssego (9%), maracujá (8%) e uva (3%), todas com importante participação na produção brasileira.

No estado catarinense, entre as culturas frutícolas de clima temperado com maior participação no valor bruto da produção, a maleicultura se destaca com 49,2% e tem sua produção concentrada no Planalto Sul e Oeste Catarinense. A viticultura é a segunda em importância com 4,4% do valor bruto da produção da fruticultura catarinense, com concentração no Oeste do Estado, mas presente em mais de 73% dos municípios catarinenses.

Tecnologias da Epagri para a fruticultura de clima temperado

A Epagri é única empresa no Brasil que faz melhoramento genético de macieira. O trabalho é coordenado pela Estação Experimental em Caçador, que em parceria com pesquisadores de outras unidades já disponibilizaram ao mercado nacional 20 cultivares de maçã. Em termos gerais, as principais pesquisas com  fruteiras de clima temperado são desenvolvidas nas Estações Experimentais em São Joaquim, Urussanga e Videira. Além das 20 cultivares de maçã,  já foram lançados 4  de ameixa, 4 de pêssego, 3 de nectarina e 4 de goiaba-serrana.

Segundo o gerente da Estação Experimental de São Joaquim, pesquisador Cristiano João Arioli, que também é presidente da comissão organizadora do 14º Senafrut, o foco do programa de melhoramento genético é a melhoria da qualidade dos frutos e também a resistência a doenças.

Para a viticultura, Cristiano ressalta que as pesquisas da Epagri já avaliaram  e recomendaram mais de 20 cultivares para plantio em regiões de altitude. “Esse trabalho permite que as vinícolas tenham conhecimento sobre as principais cultivares  para a elaboração de excelentes vinhos, tornando a vitivinicultura de altitude de Santa Catarina referência em qualidade de vinhos, sendo atualmente comparados aos melhores vinhos de outras regiões do mundo”.

 

Além desse trabalho, a Epagri tem disponibilizado inúmeras outras tecnologias ao setor. Cristiano cita como exemplo as ferramentas para o manejo da sarna da macieira; manejo do cancro europeu das pomáceas; previsão de ocorrência de doenças; melhorias no monitoramento de pragas; declínio e morte de videiras; porta-enxertos e sistemas de condução inovadores para a macieira;  caracterização edafoclimática das regiões vitivinícolas da região de altitude de Santa Catarina; indicações geográficas dos vinho de altitude e da maçã Fuji da região de São Joaquim, entre outras que contribuem para o crescimento do setor produtivo da fruticultura de clima temperado não apenas de Santa Catarina, mas de todo o sul do Brasil.

Clique Aqui: Senafrut 2020

Informações Senafrut 2020: Cristiano João Arioli, presidente da comissão organizadora pelo fone (49) 98801-6523.

Infos: Gisele Dias