170 – Help! Quero Minha Vida De Volta

Por Suzi Aguiar

“Mãe, por que não posso ir ao play?”

Ai meu Deus, que bagunça é essa? Quem virou o pote de pipoca no tapete da sala? Vocês não sabem que lugar de papel de bala é na lixeira? TV ligada o dia inteiro, que barulheira! E este som alto? Por que a mesa de centro está afastada? Menino, você ainda não tomou banho? Vá tirar este pijama para almoçar! Troquei estas fronhas hoje, por acaso sala é lugar de travesseiro? Você já leu o livro que a professora recomendou? Arrume esta bagunça! Tô cansada de recolher brinquedos! Desliga este computador, já é quase duas horas da manhã, vá dormir!

“Mãe, faz batata frita pro almoço?” “Mããããeee, eu quero ir à casa da vovó! Deixa, deixa, deixaaaaa?” “Mãããaeeee, por que não podemos ir à piscina?”

A conta do supermercado aumentou. Os dias demoram a passar. Não posso mais ter um tempinho para o lanche com minhas amigas. E o tal home office é puro stress: é criança que chama, campainha que toca, cachorro que late, tarefa dos filhos, aula on-line. E a tal divisão de tarefa? Só se for 70% x 30%. O caos está instalado faz mais de cem dias. Estou muito cansada!

Quando as aulas recomeçam mesmo? Quando o antigo normal vai dar uma palhinha para a gente?

É tão cansativo ficar com os filhos em casa por tempo integral… Durante o ano a obrigação de levá-los à escola, na aula de inglês, de esporte ou dança faz minha vida ser muito corrida, mas a certeza de que eles estão em atividades importantes e com professores, me dá tranquilidade.

Mal o dia amanhece e já escancaro o meu sorriso amarelo e a cara de cansaço. Para falar bem a verdade, estou chegando à exaustão. Estou agitada, falo mais alto do que de costume, fico irritada com facilidade.

Normalmente o transcurso dos dias letivos passam depressa demais. Mas este mesmo período em isolamento social parece que demora muito a passar. Que suplício! Como os professores aguentam 30, 35 crianças gritando o dia inteiro? Aliás, preciso parabenizá-las quando nos encontrarmos por aí. Ser professora não é tarefa fácil! Tô fora!

Quero minha rotina de volta. Quero poder sair a tarde toda se quiser, quero curtir uma cervejinha com as amigas, quero ler um livro tranquilamente. E que tal poder sair para jantar com o meu amor? Seria o máximo! Quero a casa vazia para fazer faxina. Quero trabalhar sabendo que ao chegar em casa tudo estará do jeito que deixei. Quero de volta a correria, os horários marcados. Quero de volta o sossego dos dias de aula.

Que bom seria se tudo isso não passasse de devaneio! Mas não! Não é. O corona está aí desestabilizando nossas vidas, nos obrigando a mudar hábitos e conceitos e, pior, levando embora pessoas queridas pelo mundo afora.

Mas tudo vai passar, temos que acreditar, respirar fundo, se acalmar e continuar.

Publicado em 27 de julho de 2020