Carlos Solera e Eleni Vieira conquistam a cidadania Urupemense

Urupema – O reconhecimento do trabalho em prol da cultura ao município de Urupema concedendo o Título de Cidadão Urupemense ao casal Carlos Solera e Eleni Vieira é uma indicação do vereador Edgar Muniz-MDB da Câmara de Vereadores de Urupema. “Esse título é um reconhecimento aos relevantes serviços culturais prestado pelo casal a comunidade de Urupema”, declara o vereador.

Trabalhos reconhecidos de Carlos Solera e Eleni Vieira

Devido a pandemia do Covid-19, a entrega dos diplomas à concessão dos títulos será realizada em Sessão Solene, previamente marcada pela presidência de Câmara de Vereadores de Urupema.

Sobre os novos cidadões…

CARLOS ROBERTO SOLERA está em Urupema desde 2001. Odontólogo aposentado, consultor em Turismo Rural e Cultural foi membro titular por 10 anos do Conselho Nacional de Turismo, órgão do Ministério do Turismo.

Participou de diversos projetos para Urupema, entre os quais o da implantação da Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Urupema e a elaboração do projeto da Praça Central de Urupema 4 Idades, 4 Estações.

Identificou em 2006 a existência da primeira nave aérea produzida pela Embraer em 1970, planador de nome Urupema, disponível venda, a qual acabou cerca de dez anos depois sendo adquirida pela administração pública de Urupema e que em breve espera se possa estar em exposição.   Organizador e palestrante das duas edições do Encontro Nacional de Tropeirismo – ENAT 2015 e 2019, de Urupema.

Pesquisador da história e da cultura Tropeira há mais de 40 anos, tem 3 livros publicados – “História e Bruscas”, “O Alvorecer do Purunã” e “Cantares do Tropeirismo”, e documentários do tema tropeiro.

Comendador da Ordem Couto Magalhães, recebeu em 2012 o prêmio Rodrigo Melo Franco do IPHAN MG pelo desenvolvimento de projetos da Cultura Tropeira naquele estado. Em 2013 recebeu o prêmio Pesquisador Nacional da Cultura Tropeira pela Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo.

E desde 2010 coordena o projeto Tropeiro Brasil, que idealizou e hoje envolve oito estados do Brasil, que irá agora para o Instituto do Patrimônio Artístico e Histórico Nacional – IPHAN buscar a titulação de Patrimônio Imaterial brasileiro para o Tropeirismo.

Preside a ONG Núcleo de Amigos da Terra e Água – NATA e junto com sua esposa Eleni Cassia Vieira participou no processo de pesquisa histórica para a Casa da Cultura e Memória de Urupema.

ELENI CASSIA VIEIRA é especialista em Gestão do Patrimônio Cultural e de Turismo Regional: a Estrada Real/PUC MINAS. Responsável pela implantação do Museu do Tropeiro em Ipoema-MG , Estrada Real, Circuito do Ouro. Diretora por 10 anos desta casa e coordenadora de vários projetos e manifestações culturais que fizeram deste bem.cultural, referência na Estrada Real. Graduada em Letras/UFMG.

Pesquisadora sobre Tropeirismo e Patrimônio Cultural. Autora do livro “Receitas Tropeiras” de MG e uma das autoras do livro “Cadernos Tropeiros nº 1” do Museu do Tropeiro de Ipoema-MG.

Em Urupema desenvolveu atividade escolar sobre a importância do Patrimônio Cultural e o sentido de pertencimento. Responsável pelo projeto de Reimplantação da Casa da Cultura e Memória de Urupema.

Organizadora e palestrante do 1º e 2º Encontro Nacional de Tropeirismo em Urupema, anos de 2015 e 2019.

Desenvolveu o projeto: Identidade Social da 3ª Idade – Memória e Cultura Popular, em parceria com a Secretaria Municipal de Ação Social de Urupema; e com a rede de Educação Escolar desenvolveu o projeto A Cultura Tropeira na Educação Escolar.

Junto com a artista plástica mineira Elisa Grossi Fabrino, iniciou junto a comunidade local em março de 2020, o projeto-oficina Arte, Moda e Ecologia Florada em Urupema, que acabou paralisado em função da decretação estadual de pandemia pelo Covid 19.