Festival de Cinema Ambiental da Serra Catarinense

Serra Catarinense – A Associação dos Municípios da Região Serrana – Amures, hipotecou apoio à realização do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra Catarinense (Ficasc). Evento que inicia na próxima segunda-feira (14) e se estende até dia 20 de setembro.

Com programação prevista para exibir mais de 60 filmes, o festival se desenvolverá também com lives, exposições fotográficas e uma homenagem ao cineasta ambiental André D’Elia.

De acordo com os organizadores, o Ficasc é gratuito e consta de curtas, médias e longas-metragens produzidas em 21 países. Em parceria com a Rede Primeiro Plano, Cinema Sem Fronteiras e Casa do Povo de Vila Franco do Campo, nos dias 17 e 18 de setembro haverá exibições de sessões na Ilha dos Açores, em Portugal.

O festival não é competitivo e se desenvolve em sete mostras. São elas: Mostra Contemporânea; Amazônia; Povos de Lutas; Latina; Mostra Espanha; Homenagem e Mostra Infância com filmes selecionados para dialogar com os pequenos sobre a importância de se cuidar, desde a infância, do planeta.

Exposições

O festival terá este ano duas exposições fotográficas. Uma com Maria Cristina Viero de Oliveira e outra com Marcus Zilli.

O material de Maria Cristina Vieiro, já está disponíveis com belas fotografias (Clique Aqui) site  em que se usa o conceito japonês komorebi (????), fenômeno que ocorre quando a luz do sol é filtrada pelas copas das árvores, para mostrar a relação da luz e a mata na região de Garopaba, Santa Catarina.

A outra exposição é denominada Tons da Serra, de Marcus Zilli, uma viagem fotográfica pelo relevo, clima e a cultura que se fundem criando cores e tons da Serra Catarinense. Vale a pena conferir (Clique Aqui).

Infos: Giuliano Marcus Bianco – Foto: Marcus Zilli